2021, o ano de São José

O Papa Francisco nos brindou com um ano dedicado a São José. No último dia 8 de dezembro, Francisco dirigiu uma carta a toda a Igreja, chamada “Com coração de Pai”. É com essas palavras que o Papa nos diz que José amou a Jesus, designado nos quatro Evangelhos como “o filho de José” (Lc 4, 22; Jo 6, 42; cf. Mt 13, 55; Mc 6, 3). O “esposo de Maria” (cf. Mt 1, 18; Lc 1, 27) foi “homem justo” (Mt 1, 19), humilde carpinteiro (cf. Mt 13, 55), descrito como “homem do silêncio e da sabedoria”, estava “sempre pronto a cumprir a vontade de Deus manifestada na sua Lei (cf. Lc 2, 22.27.39) e através de quatro sonhos (cf. Mt 1, 20; 2, 13.19.22)”.,


Por sua importância na História da Salvação e por suas elevadas virtudes, há 150 anos, o Papa Pio IX declarou São José “Padroeiro da Igreja Católica”. Mais tarde, Pio XII apresentou-o como “Padroeiro dos operários” e São João Paulo II, como “Guardião do Redentor”. São José é também invocado para pedir a graça da boa morte.


Neste momento dramático da história, recorremos a São José, pedindo proteção para as nossas famílias, ele que foi o guardião da Sagrada Família. Pedimos, também a ele, que ajude a nossa Igreja a ser acolhedora, samaritana e que esteja sempre pronta a dar as razões da fé, diante dos desafios que são enfrentados. Com o Papa Francisco, rezemos a oração a São José.




Padre Geraldo Maia

198 visualizações

Posts recentes

Ver tudo