A Luz da Fé

As intervenções que foram realizadas para que o mundo todo se organizasse em meio à pandemia foram inúmeras e de diversas formas. Todas as áreas foram atingidas, inclusive a vida religiosa em geral. Foi preciso uma adequação nos compromissos assumidos para que o primeiro estágio da vida formativa fosse feito. Isso resultou em nosso retorno para a casa de nossos familiares. Mudamos os ares, mas não mudou o compromisso.

As aulas passaram de presenciais para EAD, as orações em comunidade formativa para familiar e virtual. Nossa comunidade formativa passou a ser nossa família, a primeira que nos apresentou a fé, que nos incluiu na Igreja e nos ensinou a rezar.


Uma perspectiva muito importante que o padre Vanderlei, nosso reitor, nos ajudou a reconhecer e valorizar, incutindo em nós a extensão do seminário que está em nossa casa.

Santa Catarina de Sena nos diz em uma de suas Cartas que “precisamos da luz da fé, que é a pupila de nossa inteligência, supondo que o amor-próprio não a tenha obscurecido. Havendo egoísmo na alma, cumpre eliminá-lo, para que nosso olhar interior não seja impedido”. É o que devemos fazer nesse momento em que nossas vidas mudaram.

Através da luz que vem da fé, devemos aproveitar esses momentos em que nos encontramos com nossas famílias para que, tomando os devidos cuidados, não adoeçamos inclusive pelo COVID-19. Adequar-se a essa nova modalidade pode no início ser difícil, mas não impossível. Em breve, nossas atividades voltarão ao normal e nos alegraremos com os ganhos que tivemos durante esse período.

Seminarista Otávio Spinelli

10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo