Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe

Atualizado: há 4 dias

"Um encontro do Povo de Deus"

Papa Francisco



A apresentação desta novidade aconteceu no dia 24 de janeiro de 2021, na Cidade do México. O ponto principal da Assembleia Eclesial acontecerá de 21 a 28 de novembro também na Cidade do México, onde se encontra Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira da América Latina e o Caribe, de cuja Basílica teve lugar a apresentação. (1)


Quais são os fundamentos e objetivos da Assembleia Eclesial?


Em primeira instância, fazer memória de Aparecida, a V Conferência Geral do Episcopado Latino-americano, "da qual ainda temos muito a aprender", segundo o Papa Francisco porque ela continua a nos apresentar desafios. Dentre esses, o de assumir definitivamente as reflexões do Concílio Vaticano II, que queria tornar realidade uma Igreja da qual "todo o Povo de Deus é parte", também nas palavras do Papa Francisco, uma Igreja inclusiva, fraterna, onde "rezamos, falamos, pensamos, discutimos, procuramos a vontade de Deus".


Como está sendo a caminhada da Assembleia Eclesial?


A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, realizou no 7 de maio de 2021, uma apresentação virtual (2) onde diferentes pessoas foram explicando o que a Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe representa e os passos a serem dados, especialmente neste primeiro momento, em que está acontecendo o Processo de Escuta da Arquidiocese de Uberaba, previsto para se encerrar no mês de julho. Esse prazo foi prorrogado porque objetivamente ainda não se iniciou oficialmente a escuta de todo o Povo de Deus, ela será realizada nesse mês de agosto.

Está em curso uma formação para mediadores que pode ser acessada online. Os conteúdos formativos estão disponíveis online em vídeos e em dois documentos da Assembleia: Guia Metodológico do Processo de Escuta e Documento para o caminho.


O início do Processo de Escuta se deu mediante a Celebração Eucarística do dia 19 de julho de 2021 às 19:30 h na Comunidade Nossa Senhora de Guadalupe. A Santa Missa foi presidida por Dom Paulo Mendes Peixoto. A transmissão foi feita pelo Facebook e pelo YouTube da Arquidiocese de Uberaba.




Como participar da Assembleia Eclesial e por quais motivos?


Nesse momento em que se torna possível para cada um que assim o desejar, ter a sua vez, a sua possibilidade de ser ouvido, a participação de todos é muito importante e necessária. Somos chamados a observar, pensar, orar e sobretudo, somos convidados a falar sobre a Igreja que sonhamos – aquilo que gostaríamos de propor e realizar em consonância com o sonho de amor de Deus para nós – e também sobre questões que consideramos relevantes no âmbito da restauração e regeneração da Igreja. São muitos os motivos pelos quais precisamos participar da Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe. Um deles, muito singular, é que esta é a primeira Assembleia que reúne Bispos e Leigos, uma Assembleia que se distingue pela sinodalidade, ou seja, pela opção de caminhar juntos.

Em entrevista concedida à Unisinos, D. Miguel Cabrejos é Presidente do Conselho Episcopal Latino-americano - CELAM, desde maio passado (2021), esclarece:

“A palavra sínodo, a palavra sinodoal, é tão antiga quanto a Igreja, porque a primeira experiência sinodal é no Concílio de Jerusalém, é definida nos Atos dos Apóstolos. Quando os apóstolos, os sacerdotes e o povo, os fiéis, se reúnem para discernir problemas muito específicos da época. Mas isso tem acontecido nos concílios e nos sínodos subsequentes até hoje. Então, sinodalidade é caminhar juntos, caminhar juntos quem, ─ o Papa, os bispos, os fiéis, ou vice-versa, caminhar juntos os fiéis, os presbíteros, os bispos e o Papa, no conceito teológico de Povo de Deus”. (2)

Nesse sentido, ressaltamos que o coordenador do Processo de Escuta em Uberaba, Padre Geraldo Maia, tem feito um trabalho formativo de excelência que está mobilizando os fiéis de toda região. Cada vez mais cresce o número de Paróquias e Comunidades da Arquidiocese de Uberaba que está aderindo, Presbíteros e Leigos interessados em participar buscam se engajar nessa caminhada sinodal e cooperar no processo de escuta.


Você faz a diferença no Processo de Escuta!


“O que faz a diferença é o participante”, afirmou dom Joel Portella Amado, que insistiu que “na Assembleia Eclesial há todas as forças vivas”. O secretário geral da CNBB, destacou “essa capacidade de escuta mútua em torno de questões comuns”. (3)


Como se engajar?


O processo de escuta está sendo desenvolvido por meio de atividades coletivas e contribuições individuais, com registros realizados mediante utilização de plataforma colaborativa on-line no site da Assembleia Eclesial, em sua seção “ESCUTA” Acesse em: https://asambleaeclesial.lat/escucha/

O processo é muito simples, implica em conversar e preencher os formulários online, no site da Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe.


Se você tem tempo, disponibilidade cristã, entusiasmo, pode se engajar tornando-se um mediador. O que faz o mediador? Facilita o processo, apoia a divulgação do Processo de Escuta, promovendo a inclusão de pessoas, convidando a todos da sua Comunidade Eclesial para participar e mediando essa interlocução entre a Assembleia e cada pessoa ou grupo em seu contexto, na Pastorais, nos Conselhos. A reflexão que precisa ser feita é para ser individual e comunitária e pode abranger também organizações socioambientais, é também aberta a todos que quiserem participar. Nossas observações, nossas respostas e propostas, importante ressaltar isso, precisam refletir a nossa realidade e a nossa expectativa de mudança, de conversão.

Uma das questões dos formulários disponíveis no site da Assembleia Eclesial nos indaga:


Ao olharmos para tudo o que fazemos:

1. O que é que mais nos magoa nesta realidade que estamos vivendo?

2. O que nos dá mais esperança nesta realidade que estamos vivendo?


O futuro da Igreja perpassa pela nossa resposta

à interpelação da Assembleia Eclesial


Essa é uma assembleia que "o Santo Padre segue de perto e com grande interesse", segundo o Cardeal Marc Ouellet. Trata-se de uma iniciativa que também é assumida por ele e pela Comissão para a América Latina, a que preside. O cardeal canadiano salientou que "vemos nesta iniciativa um sinal profético para o futuro da Igreja, porque não só os bispos estão reunidos, mas também todos os participantes do povo de Deus". Nas suas palavras, convidou "a pensar na cultura vocacional na América Latina", que toca todas as vocações.


Essas observações do Cardeal Marc Ouellet fazem, de certa forma, referencia ao tema da Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, "Todos somos discípulos missionários em saída". Segundo Dom Walmor Oliveira de Azevedo, esse tema encerra "um forte apelo aos que professam a fé cristã católica". Esse tema nos convoca a sermos "mais missionários, cultivando a proximidade que este tempo exige, sendo presença transformadora na vida das pessoas". O Presidente do Episcopado brasileiro ressaltou também a necessidade que temos, em função de todos os problemas com os quais convivemos na atualidade e em função de nosso compromisso fraterno como cristãos de corresponsabilidade para com o próximo, de "ser a presença de Jesus no quotidiano das pessoas", como forma de anunciar o Evangelho, de ser uma Igreja em saída.

Os avanços das Tecnologias da Informação e Comunicação nos permitem, mediante recursos extraordinários, saímos de nossas casas, de nosso cotidiano ilhado em nossos lares, direto para o mundo virtual, onde podemos nos encontrar, estudar e aprender, conviver, realizar, enfim, uma infinidade de atividades.

A Igreja em saída está caminhando virtualmente na WEB, que seja essa, realmente uma caminhada sinodal, juntos todos podemos ler nossa realidade, compreendê-la e, com a graça de Deus que abençoa os nossos esforços conscientes e sensíveis, construir um futuro de paz e justiça para nossos irmãos em Cristo e para todos os filhos de Deus ainda carentes da bênção do Evangelho.



(1) http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/606390-nasce-a-assembleia-eclesial-da-america-latina-e-do-caribe-um-encontro-do-povo-de-deus-segundo-o-papa-francisco

(2) http://www.ihu.unisinos.br/592456-o-celam-deve-estar-positivamente-envolvido-na-pos-assembleia-sinodal-entrevista-com-dom-miguel-cabrejos-presidente-do-episcopado-latino-americano

(3) https://www.cnbb.org.br/cnbb-apresenta-a-assembleia-eclesial-da-america-latina-e-do-caribe/

(4) http://www.ihu.unisinos.br/592456-o-celam-deve-estar-positivamente-envolvido-na-pos-assembleia-sinodal-entrevista-com-dom-miguel-cabrejos-presidente-do-episcopado-latino-americano


Documento para o caminho

https://asambleaeclesial.lat/wp-content/uploads/2021/04/documento-para-o-caminho-portugues.pdf


Guia Metodológico do Processo de Escuta

https://asambleaeclesial.lat/wp-content/uploads/2021/04/guia-metodolo%CC%81gico-do-processo-de-escuta-portugues.pdf



Rita De Blasiis


192 visualizações