Atentas à realidade da pandemia, expressões juvenis realizam gestos de solidariedade pelo país

De modo profético e exemplar as juventudes do Brasil estão expressando em suas vidas e missão o serviço e a caridade transformadora que o Papa Francisco deixou eternizado na sua Exortação Apostólica Evangelii Gaudium (A Alegria do Evangelho): “Não deixemos que nos roubem a alegria da evangelização… a esperança… a comunidade… o Evangelho… o ideal do amor fraterno… a força missionária”.


O exemplo disso é que desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus, os jovens de todo o país tem se unido e realizado gestos de solidariedade olhando às realidades de vulnerabilidade e, principalmente, os necessitados. A Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) tem um importante papel nesse processo, pois tem incentivado e intensificado, no período, o cuidado dos jovens com o próximo através de uma caminhada como uma Pastoral Juvenil Samaritana.


Dom Nelson Francelino, presidente da Comissão, convidou por diversas vezes as juventudes do Brasil para rezarem e cumprirem ações de compaixão principalmente com as pessoas idosas e moradores de rua. Neste sentido, para manter acesa a chama da evangelização, principalmente em tempos de pandemia, os jovens estão inovando e produzindo conteúdos atrativos através das redes sociais.


Irmã Valeria Andrade Leal, assessora interna da Comissão, apontou em entrevista ao portal da CNBB, que são estes jovens que estão ligados à tecnologia e imersos no ambiente virtual que têm contribuído para as transmissões das missas e das atividades das paróquias.


Além disso, de acordo com ela, são eles que iniciam nas próprias redes sociais a divulgação de muitas ações solidárias. “Nós temos grupos de jovens, por exemplo, em Valença (RJ), mobilizados na sustentabilidade da paróquia. Eles estão fazendo entregas de marmitas, de almoços, num preço acessível para cuidar da manutenção da paróquia, mas, no geral, nós temos jovens com ações solidárias com os mais pobres”, explica.


Na região sul do país, por ser de temperaturas mais elevadas, irmã Valéria cita que os jovens estão empenhados na arrecadação de agasalhos e cestas básicas. “A Pastoral da Juventude Rural está extremamente comprometida no fornecimento de alimentos para as cidades. Em Guarapuava, por exemplo, esses grupos levaram muitos alimentos para doações nas dioceses”, salienta.


Outro ponto destacado por irmã Valéria são os grupos paroquiais que estão fazendo serenatas para os idosos. “Tem grupos que estão fazendo serenatas para idosos, nas portas de suas casas, para que eles não se sintam sozinhos. Estão se multiplicando ações solidárias, além desse protagonismo também da evangelização das redes sociais”, disse.


Juventude Mariana Vicentina


Seguindo o exemplo, a Juventude Mariana Vicentina (JMV) no Brasil, que mantém inúmeros trabalhos de assistência às pessoas e famílias em vulnerabilidade econômica, colocou em prática as ações de compaixão trazidas pela Pastoral Juvenil Samaritana. Um dos projetos é desenvolvido pela  JMV Sagrado Coração de Jesus, de Campina Grande (PB), que busca arrecadar alimentos, produtos de higiene pessoal e roupas em prol de comunidades carentes da cidade. É a Campanha Quarentena Solidária.


Nela, a maioria dos jovens contribui a distância, cada um nas suas residências e as doações são recolhidas por um responsável que passa na casa de cada doador. A separação das doações é feita por um pequeno grupo de até quatro pessoas, que organiza os produtos recebidos e prepara as quentinhas que serão entregues às pessoas em situação de rua. A distribuição é semanal, feita por poucos membros, que mudam a cada semana em uma espécie de rodízio, possibilitando a participação de todos os jovens do grupo que não se enquadram no grupo de risco da doença. A próxima meta da JMV SCJ é a confecção de 200 cestas básicas para distribuição entre comunidades carentes da região.


Fraternidades Franciscanas


O dom de servir é fundamental dentro do carisma franciscano e a juventude tem se dedicado à ações de solidariedade especialmente durante a pandemia, levando a sério o serviço e o cuidado com os irmãos. Para Frei Diego Melo, coordenador da Frente da Solidariedade para com os Empobrecidos, o protagonismo jovem tem feito a diferença.

“Creio que o Coronavírus despertou muitas fraternidades e comunidades para um novo modo de ser Igreja, um novo modo de vivenciar a fé. A necessidade fez despertar uma criatividade pastoral que certamente deixará muitos frutos para o nosso modo de Evangelizar, principalmente pelo protagonismo jovem nas principais iniciativas de solidariedade para com os mais empobrecidos”, avalia o frade.

O Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras) construiu, por exemplo, a Tenda Franciscana, no Largo São Francisco no centro de São Paulo (SP) para distribuição de alimentos e assistência à população em situação de rua. A ação teve início no dia 27 de março e segue a cada dia atendendo a um número maior de pessoas. Os jovens ajudam nos atendimentos.


Fonte: CNBB

Contato

Praça Dom Eduardo, 56 - Bairro Mercês - Uberaba - MG

(34) 3312-9565

Redes Sociais

Facebook

Instagram

Twitter​

Youtube

Inscreva-se

INFORMAÇÕES

Praça Dom Eduardo, nº 56 - Mercês
Uberaba-MG - CEP: 38060-280
Tel: (34) 3312-9565

  • Secretaria / Chancelaria Ramal 1

  • Financeiro Ramal 2

  • Patrimônio Ramal 3

  • Tribunal Eclesiástico Ramal 4

  • Secretaria de Pastoral Ramal 5

curia.arquidiocesedeuberaba@gmail.com

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA ARQUIDIOCESE DE UBERABA

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

  • Segunda a Sexta: 8h às 12h e 14h às 17h.

TVs Católicas

Produzido pela pascom arquidiocesana

© 2019 by Arquidiocese de Uberaba

Pública na Rede

Minas Gerais - Brasil

  • Facebook da Arquidiocese de Uberaba
  • Twitter da Arquidiocese de Uberaba
  • Instagram da Arquidiocese de Uberaba
  • Youtube da Arquidiocese de Uberaba