Dia do Trabalho



As coisas antigas estão na moda, é a onda vintage.

Nas casas, nas vitrines, nas decorações... pra todos os lados vemos alguma peça de mobiliário, propaganda ou equipamento compondo alguma decoração.

Uma máquina fotográfica de filme, um conjunto de porcelana da vovó, um luminoso antigo; tudo que seja bonito e em bom estado pode ser usado como uma lembrança, como algo que já passou e hoje virou história.

E a gente percebe que está velho quando muitos desses objetos fizeram parte de nosso dia a dia...

Disquete, máquina de escrever, rádio de pilha e por aí vai. Na verdade, de quando em quando, uma série de coisas saem de circulação, ficam ultrapassadas e nem sempre velhas. Como dizia o poeta Belchior:

"(...) o novo sempre vem."

Com nosso trabalho, com nossa profissão não é diferente. De quando em quando, vem "um sacode" para renová-las e quem não aderir, quem não aceitar as mudanças acaba por perecer.




O agito atual é a pandemia. No que tange às atividades laborais, o Covid já determinou uma série de mudanças.

Se cada trabalhador, se cada profissional não se adequar, não se atualizar, poderá ver a sua atividade se encerrar.

Então, é melhor colocar as barbas de molho; por outra, é melhor tirar as barbas do molho e mudar enquanto é tempo. Cada um sabe por onde começar, lembrando que todos nós somos trabalhadores, independentemente da função, atividade ou profissão.

Estudar, atualizar-se e reciclar-se são palavras de ordem para todos. Algumas profissões, porém, precisarão de mais; algumas passarão por grandes transformações, deverão evoluir sob pena de conhecerem o ocaso, de sucumbirem diante da mudança dos tempos.



Como escreveu o zoólogo e compositor Paulo Vanzolini: "Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima."

Busquemos o novo enquanto é tempo, pois o mundo, o mercado, as empresas e os clientes também estão sendo atualizados e reciclados e “quem fica parado, é poste”!

Se você e sua profissão não evoluírem, certamente irão virar peças de museu, serão apenas uma foto na parede, algo para ser lembrado como um enfeite ou uma saudade de um tempo que já se foi.

Seja autor de sua história que continua viva, dinâmica e com muito futuro!


Fulvio Ferreira

Empresário, palestrante e treinador de equipes

www.fulvioferreira.com.br

15 visualizações

Posts recentes

Ver tudo