Diocese de Alagoinhas (BA) comunica o falecimento de Dom Jaime Mota de Farias, seu bispo emérito

A diocese de Alagoinhas (BA) comunicou o falecimento do seu bispo emérito, dom Jaime Mota de Farias, 95 anos, ocorrido na noite desta segunda-feira, 12 de abril. Dom Jaime estava acometido de Alzheimer e nos últimos dias o seu quadro se agravou.


O corpo será velado, a partir das 5h desta terça-feira, 13 de abril, na catedral Santo Antônio, em Alagoinhas. Devido a um decreto municipal, a capacidade da igreja será limitada a 30% da lotação.


Biografia e trajetória eclesial

Dom Jaime nasceu em São Bento do Una, interior de Pernambuco, no dia 12 de novembro de 1925. Foi ordenado sacerdote no dia 25 de agosto de 1957 e nomeado bispo auxiliar da diocese de Nazaré da Mata (PE) no dia 21 de julho de 1982.


Sagrou-se bispo em Garanhus (PE) no dia 11 de setembro de 1982. Três anos depois, foi nomeado como o segundo bispo da diocese de Alagoinhas, permanecendo no cargo até 24 de abril de 2002, quando apresentou sua renúncia ao então Papa João Paulo II.


Após a posse do novo bispo diocesano, dom Jaime permaneceu residindo em Alagoinha e participando das diversas atividades pastorais da diocese, além de celebrar missas em sua residência e em comunidades e paróquias daquela Igreja particular.


Nota de pesar pelo falecimento de dom Jaime Mota de Farias A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) manifesta pesar pelo falecimento de Dom Jaime Mota de Farias, bispo emérito da diocese de Alagoinhas (BA), na noite desta segunda-feira, 12 de abril.

Reunidos na 58ª Assembleia Geral da CNBB, unimo-nos em solidariedade aos familiares, amigos e ao povo de Deus presente na diocese de Alagoinhas.

Em preces pela alma de Dom Jaime, damos graças a Deus pelos seus 40 anos de dedicação, como segundo bispo, à Igreja particular da diocese de Alagoinhas.

Diante do testemunho dedicado de Dom Jaime, reiteramos, nesta segunda semana da Páscoa, a certeza de que a vida sempre vence a morte. Como nos aponta a liturgia que celebramos hoje na missa de abertura de nossa assembleia, reafirmamos a certeza de que, mesmo diante da morte, somos sempre convidados a nascer de novo – como nos apresenta o Evangelho de João 3, 1-8.

Em Cristo,

Walmor Oliveira de Azevedo Arcebispo de Belo Horizonte, MG Presidente Jaime Spengler Arcebispo de Porto Alegre, RS 1º Vice-Presidente Mário Antônio da Silva Bispo de Roraima, RR 2º Vice-Presidente Joel Portella Amado Bispo auxiliar do Rio de Janeiro, RJ Secretário-Geral


Fonte: CNBB

11 visualizações