Em tempos de isolamento social ...

O isolamento social em função da pandemia do novo coronavírus desde o início do mês de março deixou nossa Pastoral Familiar da Catedral, a princípio, muito assustada diante de um cenário inusitado. Tivemos que interromper as atividades e reuniões presenciais de nossos grupos de casais.

Graças às tecnologias disponíveis, conseguimos nos manter conectados com nossa comunidade, permanecendo cada um em sua casa.

Através das iniciativas de nossa Arquidiocese e de nosso diretor espiritual, Monsenhor Valmir, participamos de todas as celebrações da Semana Santa que, apesar de não estarmos fisicamente presentes, foram lindas e emocionantes.

Estamos participando das Celebrações da Arquidiocese e da Catedral, recebendo a Comunhão Espiritual e as bênçãos que nos dão forças e nos sustentam em nossa fé em Cristo.


Os vídeos do Monsenhor Valmir “Conectados na Esperança”, publicados nos grupos de WhatsApp da Pastoral Familiar, têm nos chamado a refletir profundamente sobre as maravilhas e as bênçãos que Deus tem proporcionado em nossas vidas.

Os dezoitos grupos de casais de nossa Pastoral Familiar estão realizando as reuniões semanais através dos aplicativos disponíveis, para rezar o terço por intenção das famílias, rezar o terço da Divina Misericórdia por intenção dos doentes, para as reflexões utilizando o “Caderno Popular”, reuniões de reencontro e campanhas com a intenção de arrecadar alimentos e recursos para atender os que mais necessitam de nossa ajuda. Esta foi a forma que encontramos para estarmos perto, rezando e cuidando uns dos outros, mesmo distantes.


Clodoaldo e Cíntia / Eleiçon e Ana Maria

Coord. da Pastoral Familiar da Catedral

Neste tempo em que o mundo todo enfrenta momentos de sacrifício, recolhimento e tantas incertezas, é que devemos estar conectados a Deus. E mesmo que on-line não podemos parar: acompanhar as missas e dar continuidade aos encontros da Pastoral Familiar nos mantêm unidos pela fé. Nosso grupo São Filipe continua se reunindo on-line uma vez por semana para rezarmos o terço, pela intercessão de Maria. Ela nos ajuda a termos forças para enfrentar tudo isso e com esses encontros matamos a saudade uns dos outros, porque somos famílias unidas em Cristo e em oração.


Fernanda Schipanski

Grupo São Filipe

49 visualizações

Posts recentes

Ver tudo