Homenagem das crianças à Nossa Senhora da Medalha Milagrosa

Homenagem das crianças à Nossa Senhora da Medalha Milagrosa

A consciência de si mesma no mundo, o reconhecimento de sua própria origem e o sentido da existência, sua finalidade e seu valor, são aspectos essenciais, que precisam ser trabalhados desde a mais tenra infância. Não necessariamente de forma complexa, mas, de maneira simples, amorosa e natural, em conversas e testemunhos de fé e de amor que os pais podem realizar no recesso do lar e mediante o cumprimento de seus deveres morais e religiosos.

Esse processo preparatório de Iniciação à Vida Cristã tem um componente de grande importância que precisa ser observado, antecedendo o estudo dos cânones do Catecismo e as práticas religiosas conscientes, como alicerce fundado ainda no ambiente doméstico: a transmissão da devoção à Nossa Senhora. É preciso introduzir no contexto da formação religiosa infantil o conhecimento sobre a Mãe de Jesus, sobre sua vida e sua identidade, sobre seu papel de Medianeira de todas as graças, despertando a veneração e a confiança na Virgem Maria.


Apresentação da peça: “Santa Catarina Labouré, Vida e Carisma”, em julho de 2018, no Santuário Nossa Senhora da Medalha Milagrosa com a participação de alunos e pais do Colégio Nossa Senhora das Graças, do músico convidado Lucas Dutra e da Profa. Claudia Lessa no papel de Santa Catarina Labouré.


O engajamento das crianças e a sua presença, de certa forma, conferem ao contexto da Festa em Louvor à Maria Santíssima sob o título de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, um diferencial singular, que sensibiliza, sobremaneira, os próprios adultos que acorrem ao Santuário, agradecidos ou em busca de bênçãos e de graças, imbuídos de uma ânsia de experiência espiritual profunda. Experiência que se configura como um ato religioso de natureza devocional que os faz crescer na fé, na esperança e na caridade.

Santa Catarina Labouré é exemplo de formação religiosa constituída no recesso do lar. Sua mãe, Sra. Madalena Gontard, era fervorosa devota de Nossa Senhora e procurou transmitir essa devoção à sua filha. O profundo amor que a menina Catarina sentiu na infância se ampliou em sua vida, possibilitando, de certa forma, os três momentos em esteve em companhia da Virgem Maria.

Santa Catarina Labouré escutou os conselhos de Nossa Senhora dirigidos à humanidade daquela época e de todos os tempos e os transmitiu a seus superiores. Sobretudo, recebeu de Maria Santíssima a recomendação para a elaboração da Medalha que ficou logo conhecida como Medalha Milagrosa, em virtude das numerosas graças alcançadas por todos que recorriam à Nossa Senhora mediante o uso constante da Medalha.

São Tomás de Aquino diz que devoção é “a vontade pronta para se entregar a tudo que pertence ao serviço de Deus”. (SANTO TOMÁS DE AQUINO. ST II-II, Q 82, A 1).


Encenação da Vida e Carisma de Santa Catarina Labouré.


Tomamos, também, como argumentação favorável à participação das crianças e suas famílias na Festa de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, a afirmação da Ir Marlene Bertoldi, que alerta para o fato de que “a experiência cristã vivida no ambiente familiar é uma marca decisiva para a vida do cristão. O convívio familiar precisa tornar-se um itinerário de educação da fé e uma escola de vida cristã (cf DNC 238). A comunidade que vive em clima fraterno, em família, muito contribui para o itinerário da fé”. (BERTOLDI, 2018, p.59).

Segundo o Papa Francisco, “há um estilo mariano de atividade evangelizadora da Igreja. Porque sempre que olhamos para Maria, voltamos a acreditar na força revolucionária da ternura e do afeto”. (PAPA FRANCISCO apud BERTOLDI, 2018, p.59).

É esse o objetivo do trabalho a ser desenvolvido com as crianças, favorecer o encontro de pequenos filhos e filhas com a Mãe amorosa que lhes apontará o Cristo, despertando-lhes a fé, suscitando a esperança e convidando-os ao cumprimento fiel da vontade de Deus mediante o exercício da caridade.

Rita De Blasiis, paroquiana


Confira alguns registros em vídeo:




Leigos e leigas em ação!

Contato

Praça Dom Eduardo, 56 - Bairro Mercês - Uberaba - MG

(34) 3312-9565

Redes Sociais

Facebook

Instagram

Twitter​

Youtube

Inscreva-se
Identidade visual para fundo escuro.png

INFORMAÇÕES

Praça Dom Eduardo, nº 56 - Mercês
Uberaba-MG - CEP: 38060-280
Tel: (34) 3312-9565

  • Secretaria / Chancelaria Ramal 1

  • Financeiro Ramal 2

  • Patrimônio Ramal 3

  • Tribunal Eclesiástico Ramal 4

  • Secretaria de Pastoral Ramal 5

curia.arquidiocesedeuberaba@gmail.com

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA ARQUIDIOCESE DE UBERABA

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

  • Segunda a Sexta: 8h às 12h e 14h às 17h.

TVs Católicas

Rede_Vida_logo.png
cnbb-branca-260x80-2.png
vatican-news-header-white.png

Produzido pela pascom arquidiocesana

© 2019 by Arquidiocese de Uberaba

Pública na Rede