Leigas Consagradas realizam encontro formativo sobre a missão do leigo na Igreja
Contato

Praça Dom Eduardo, 56 - Bairro Mercês - Uberaba - MG

(34) 3312-9565

Redes Sociais
inscreva-se

Facebook

Instagram

Identidade visual para fundo escuro.png

INFORMAÇÕES

Praça Dom Eduardo, nº 56 - Mercês
Uberaba-MG - CEP: 38060-280
Tel: (34) 3312-9565

  • Secretaria / Chancelaria Ramal 1

  • Financeiro Ramal 2

  • Patrimônio Ramal 3

  • Tribunal Eclesiástico Ramal 4

  • Secretaria de Pastoral Ramal 5

curia.arquidiocesedeuberaba@gmail.com

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA ARQUIDIOCESE DE UBERABA

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

  • Segunda a Sexta: 8h às 12h e 14h às 17h.

cnbb-branca-260x80-2.png
vatican-news-header-white.png

TVs Católicas

Rede_Vida_logo.png

Produzido pela pascom arquidiocesena

© 2019 by Arquidiocese de Uberaba

Pública na Rede

Leigas Consagradas realizam encontro formativo sobre a missão do leigo na Igreja

No dia 9 de junho, as Leigas Consagradas e vocacionadas da Arquidiocese de Uberaba promoveram seu encontro de formação na sede das Leigas Consagradas, antiga residência de Dom Benedito Ulhoa Vieira. O objetivo dos encontros formativos, que segundo uma das leigas consagradas, Ilma de Souza Oliveira, acontecem a cada dois meses, é proporcionar um momento de aprendizado e espiritualidade.

A cada encontro é abordado um tema específico. Desta vez, o tema foi escolhido pelo palestrante, Dom Paulo Mendes Peixoto, arcebispo metropolitano de Uberaba, tratou do Documento 107 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil): Iniciação à Vida Cristã – itinerário para formar discípulos missionários. “Como estamos vivendo o ano do laicato, o ano do leigo, Dom Paulo falou sobre a missão do leigo na Igreja, o leigo enquanto membro da Igreja”, conta a coordenadora arquidiocesana das leigas consagradas, Hilda Maria de Jesus.


Dom Paulo Mendes Peixoto e padre Eliseu Pereira


Estiveram presentes 14 leigas consagradas, de um total de 29 leigas consagradas da Arquidiocese de Uberaba. “Muitas não puderam vir por motivos de saúde e outras questões”, explica Hilda. O encontro começou às 8h com a palestra do arcebispo e seguiu com a celebração da Santa Missa, concelebrada pelo padre Eliseu Pereira, assessor espiritual das leigas consagradas da Arquidiocese. “Padre Eliseu nos dá um grande apoio e nos acompanha sempre”, afirma Hilda. O encontro se encerrou com o almoço.

Ilma e Hilda fazem parte de um tipo de consagração relativamente recente na Igreja Católica, porém já bastante difundido. As leigas consagradas não são religiosas, mas assumem um compromisso de serviço e seguimento de um carisma. Fazem votos de pobreza, castidade e obediência, mas permanecem atuando no mundo dentro das realidades comuns.

A coordenadora arquidiocesana conta que o trabalho das leigas consagradas começou como uma forma de auxiliar a Arquidiocese, que na época tinha poucos padres. “Então o bispo enviava as leigas consagradas para cuidar das paróquias que não tinham pároco. Elas assumiam o trabalho com responsabilidade e obediência”, narra Hilda.

A realidade atual, porém, é diferente do contexto inicial. “Como leigas e não religiosas freiras, assumimos o trabalho nas paróquias. Não temos trabalhos em conjunto. Cada uma assume trabalhos pastorais em suas paróquias”, relata Hilda. As leigas consagradas tem estatuto próprio, aprovado pelo bispo.

*Fotos e colaboração de Hilda Maria de Jesus, coordenadora arquidiocesana das leigas consagradas.

Leiga consagrada há 35 anos

Ozair Maria Borges, nascida em 2 de abril de 1938 em Tupaciguara (MG), é a leiga mais antiga da Arquidiocese de Uberaba. Consagrada há 35 anos pelo então arcebispo Dom Benedito Ulhoa Vieira.

Segundo Ozair, há 35 anos, em 1983, Dom Benedito criou o instituto das leigas consagradas. “Ele quis começar o grupo para trabalhar nas paróquias, pois não havia padres suficientes”, conta. Assim, cada leiga ficava responsável por uma paróquia. “Nós íamos para as paróquias e cuidávamos de tudo, o dia que não havia padres para celebrar no domingo, nós preparávamos a celebração, encomendávamos os mortos… Dávamos cursos: curso de Bíblia, catequese, preparávamos as meninas para serem catequistas”, relembra Ozair.

A leiga consagrada era professora e fundou uma escola para surdo e mudo, perto da rodoviária de Uberaba. “Foi nesta escola que eu conheci Dom Benedito. Sou professora de surdos e mudos, fiz o curso na Itália, morei lá quatro anos e meio. Eu dava aula de manhã para os surdos, na época eu vim para Uberaba pra começar esta escola, depois fui para Belo Horizonte e continuei a dar aulas”. Ozair mora atualmente em Uberlândia, onde está fazendo tratamentos de saúde.

A Casa das Leigas Consagradas fica na Rua Dr. Idelbrando Pontes, 119, bairro Mercês, Uberaba.

Outras informações: Assessoria de Imprensa da Arquidiocese de Uberaba:

(34) 3312-9155 Ramal 6

Jordana Moreira Assessoria de Imprensa

1 visualização