O carrilhão da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, após alguns anos, novamente ecoa na comunidade


Seu sino emite em suas badaladas quatro notas: a de RÉ, que nos chama à Renovação constante, a de MI, que nos exorta para o trabalho missionário, a de FÁ, que nos lembra fazer o que Jesus nos mandar, um convite de Maria, e a de LÁ, que nos norteia para a Matriz e indica o Alto, onde devemos sempre buscar a força e a paz no dia a dia.

Historicamente, foram adquiridos pelos conquistenses. Possuem datações diferenciadas. Um, datado de 1912, oriundo da primeira Capela-Matriz, nos remete aos primeiros anos da comunidade cristã após a criação da paróquia e município. Certamente, foi por seu badalar que os primeiros paroquianos, que a comunidade se reunia para as celebrações dominicais e festivas. Outros foram adquiridos ao longo da construção da Matriz. Destes, um traz gravado o nome de João; de data imprecisa, nos lembra o apóstolo e evangelista do Amor, do Apocalipse. Outros dois, também de data imprecisa, fragmentados, foram refundidos e todos eletrificados quando da grande restauração da Matriz, em 1999, mas trazem em relevo os dados da paróquia, arquidiocese e imagens de Jesus, o Bom Pastor e Nossa Senhora de Lourdes, aquela que acolhe, zela e ensina. Várias foram as vezes que eles emudeceram...

Hoje, novamente, graças ao empenho e desejo de conquistenses em ouvir seu badalar marcante, conseguimos prover a comunidade, de seus sons recuperados e reeletrificados e os mesmos convites acima expressos por suas notas.


Cabe a nós, padre, leigos, autoridades e toda Comunidade, cuidar para não deixarmos de ouvir, em uníssono e coletivamente, os sons e significados do carrilhão da torre da Matriz.

Louvado seja Deus e a Virgem Maria!

Em breve, associados ao relógio também recuperado, marcando nossos momentos e dias, teremos a restauração da iluminação da cruz e torre, e da pintura.

Assim, ao elevarmos nossos olhos para confirmar as horas pelo relógio, vislumbraremos a torre pintada novamente e a cruz iluminada. Ou ainda, quando apenas ouvirmos os sons do carrilhão, nossos pensamentos estarão voltados aos céus para que lá nossos rogos sejam intermediados por Nossa Senhora de Lourdes a seu filho Jesus.

Padre Marino Molina

6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo