O dia do Padre

Atualizado: Ago 10

O Dia do Padre é celebrado oficialmente desde 1929 no dia 04 de agosto, quando o Papa Pio XI proclamou São João Maria Vianney “homem extraordinário e todo apostólico, padroeiro celeste de todos os párocos de Roma e do mundo católico”. No Brasil, devido ao mês vocacional, as comunidades celebram a vocação sacerdotal no primeiro domingo do mês, dia próximo ao 04 de agosto.

João Maria Vianney nasceu na França, em 1786. Depois de passar por muitas dificuldades, por conta das poucas habilidades, foi ordenado sacerdote. O Bispo que o ordenou acreditou que seu ministério não seria o do confessionário, entendendo que sua capacidade intelectual seria muito limitada para dar conselhos.


É conhecido como o Cura d’Ars por causa do nome do povoado no qual serviu durante 41 anos. Contrariando as expectativas, tornou-se um grande confessor. Seu grande amor pela salvação de todos o levava a passar diariamente cerca de onze horas no confessionário. Sua popularidade foi crescendo e eram milhares as pessoas de todas as partes que chegavam para confessar-se com ele. Confessou mais de 100 mil pessoas no último ano de sua vida.

Na madrugada do sábado, 4 de agosto de 1859, o Cura d’Ars partiu para a Casa do Pai. Seu corpo permanece incorrupto na igreja de Ars.


O Padre, “à imagem do Bom Pastor e a exemplo de São João Maria Vianney, é chamado a ser homem de misericórdia e compaixão, próximo a seu povo e servidor de todos, particularmente dos que sofrem grandes necessidades. A caridade pastoral, fonte da espiritualidade sacerdotal, anima e unifica a sua vida e ministério” (Doc. Aparecida 198).

A maioria de nossos sacerdotes, independentemente das limitações humanas, é formada de sacerdotes dignos que gastam cotidianamente a vida pelo Reino de Deus, que amam Jesus Cristo e o povo que lhes foi confiado, exercendo o ministério nos mais variados ambientes, muitos em locais complexos e desafiantes.


O Papa São João XXIII, em sua carta encíclica no centenário da morte do Cura d'Ars, dizia: “Não é para admirar que seja o primeiro alvo visado pelos inimigos da Igreja, porque, dizia o Cura d'Ars, quando se quer destruir a religião, começa-se por atacar o padre.” Lembra ainda o Papa: “Convencidos de que a grandeza do sacerdócio está na imitação de Jesus Cristo, os padres estarão, pois, mais do que nunca, atentos aos apelos do divino Mestre: Se alguém quiser vir após Mim, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e siga-Me” (Mt 16,24).

Por ocasião dos 150 anos da morte do Cura d´Ars (2009), o Papa Emérito Bento XVI convocou o Ano Sacerdotal. Na carta dirigida a todos os padres, afirmou: “No seu tempo, o Cura d’Ars soube transformar o coração e a vida de muitas pessoas, porque conseguiu fazê-los sentir o amor misericordioso do Senhor. Também hoje é urgente igual anúncio e testemunho da verdade do Amor: Deus é amor (1 Jo 4, 8).

É muito importante que toda comunidade reze pela vocação e perseverança dos padres, esses homens de Deus que enfrentam no dia a dia a luta pela evangelização e santificação de nosso povo, pela formação das comunidades e transformação de nossa sociedade.

Padre Ricardo A. Fidelis

Contato

Praça Dom Eduardo, 56 - Bairro Mercês - Uberaba - MG

(34) 3312-9565

Redes Sociais

Facebook

Instagram

Twitter​

Youtube

Inscreva-se

INFORMAÇÕES

Praça Dom Eduardo, nº 56 - Mercês
Uberaba-MG - CEP: 38060-280
Tel: (34) 3312-9565

  • Secretaria / Chancelaria Ramal 1

  • Financeiro Ramal 2

  • Patrimônio Ramal 3

  • Tribunal Eclesiástico Ramal 4

  • Secretaria de Pastoral Ramal 5

curia.arquidiocesedeuberaba@gmail.com

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA ARQUIDIOCESE DE UBERABA

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

  • Segunda a Sexta: 8h às 12h e 14h às 17h.

TVs Católicas

Produzido pela pascom arquidiocesana

© 2019 by Arquidiocese de Uberaba

Pública na Rede

Minas Gerais - Brasil

  • Facebook da Arquidiocese de Uberaba
  • Twitter da Arquidiocese de Uberaba
  • Instagram da Arquidiocese de Uberaba
  • Youtube da Arquidiocese de Uberaba