O povo brasileiro é santo

Atualizado: Mai 10


Queridos leitores,

Parece que a Igreja universal descobriu, nas últimas décadas, que o chão brasileiro é um ventre de santos. Pode ser que isso tenha acontecido após a abertura dos olhares eclesiais para a América Latina, num período pós-conciliar, mas importa-nos dizer que é, principalmente, porque a Igreja tem – a cada dia mais – visto a necessidade de testemunhos cristãos tipicamente encarnados, o que o Espírito Santo a fez encontrar por aqui.


“O Espírito Santo derrama a santidade, por toda a parte, no santo povo fiel de Deus”, é o que nos ensina o Santo Padre, Papa Francisco. A descentralização do marco da fé como uma expressão eurocêntrica é um movimento necessário e tardio que privilegia a fé de povos com riquíssimas expressões de santidade, capazes de nutrir a vida da Igreja universal com cores, sons e aromas.


Dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB, escuta o povo santo de Deus.


O povo brasileiro é historicamente um povo alegre e resiliente, capaz de tomar suas dores, seu calvário e transformá-lo em mistério ressurreição. É, verdadeiramente, a terra da Santa Cruz, terra de homens e mulheres de bravura, coragem e santa ousadia, transformadores dos madeiros abundantes de nosso chão em um sol de ressurreição tão grande quanto o que brilha em nossa imensa costa.


A partir da próxima edição de nosso Jornal, passaremos a conhecer alguns desses homens e mulheres que, reconhecidos pelo povo e pela hierarquia eclesial, têm caminhado rumo à glória dos altares. Santos e santas “ao pé da porta” (Gaudete e Exultate,7), que testemunharam que a “santidade é o rosto mais belo da Igreja” e que este é o rosto da Igreja do povo brasileiro.


Acompanhe-nos.


Sem. Welder Castro P. Andrade

22 visualizações

Posts recentes

Ver tudo