Pastor e ovelhas

Pastor e ovelhas

A ideia do pastoreio acompanha a história do povo de Deus. Jesus usa a imagem do pastor e das ovelhas quando fala do Reino de Deus. Ele faz comparações tiradas do mundo rural e agrário para explicar, de forma simples, a sua proposta de ação. Olha para o campo como ambiente de trabalho, de cuidado com a obra da criação e espaço onde as pessoas colocam em ação seus próprios dons.

Para o bom andamento das coisas, é fundamental que o pastor tenha uma identidade exemplar e de testemunho autêntico de vida. Só assim vai conseguir atrair as ovelhas para o seu rebanho e elas vão segui-lo. Ele não vai atrás tocando as ovelhas, mas à frente, e elas o acompanham para onde for. Não bastam as palavras, porque são os exemplos que conseguem arrastar e convencer.

Essa dinâmica usada por Jesus deve ser aplicada também na sociedade geral. Ela toca o mundo da administração, seja pública como eclesial. Presenciamos más administrações nas diversas realidades da cultura moderna. Existe até uma impressão ruim levando-nos a pensar que administrar mal é cultural e não tem como ser diferente. Temos que nos convencer que não pode ser verdade.

Jesus, como Bom Pastor, veio mudar o cenário do mundo, quando Ele fala da responsabilidade de quem administra. Se sua prática não estiver montada na justiça e na honestidade, como “carros chefes” da ação, as consequências não serão positivas. Certamente haverá privilégios para alguém ou para pequeno grupo, e sofrimento para a maioria dos atingidos por essa administração.

A harmonia na administração torna-se saudável quando o administrador também participa de alguma forma das condições dos administrados. Os privilégios dos pastores, dos políticos e dos diversos administradores, causam insatisfação e revolta nas ovelhas. Essa situação é muito grave no Brasil, porque os privilégios são tão alarmantes que causam indignação na população.

Interessante que as ovelhas escutam a voz do pastor. É a partir daí que elas passam a segui-lo, porque ficam convencidas da necessidade de sua autoridade. Mas o pastor também tem grande responsabilidade em conhecer, acolher, cuidar e ajudar as ovelhas nas suas necessidades. Esse é o verdadeiro papel de todos aqueles que estão munidos de autoridade em uma Nação.

Dom Paulo Mendes Peixoto Arcebispo de Uberaba.

0 visualização
Contato

Praça Dom Eduardo, 56 - Bairro Mercês - Uberaba - MG

(34) 3312-9565

Redes Sociais

Facebook

Instagram

Twitter​

Youtube

Inscreva-se

INFORMAÇÕES

Praça Dom Eduardo, nº 56 - Mercês
Uberaba-MG - CEP: 38060-280
Tel: (34) 3312-9565

  • Secretaria / Chancelaria Ramal 1

  • Financeiro Ramal 2

  • Patrimônio Ramal 3

  • Tribunal Eclesiástico Ramal 4

  • Secretaria de Pastoral Ramal 5

curia.arquidiocesedeuberaba@gmail.com

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA ARQUIDIOCESE DE UBERABA

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

  • Segunda a Sexta: 8h às 12h e 14h às 17h.

TVs Católicas

Rede_Vida_logo.png
cnbb-branca-260x80-2.png
vatican-news-header-white.png

Produzido pela pascom arquidiocesana

© 2019 by Arquidiocese de Uberaba

Pública na Rede

  • YouTube ícone social