Plano de acolhimento na Comunidade Nova Jerusalém, em Tempos de COVID-19

Os acolhimentos serão mantidos com critérios, conforme a Cartilha de orientações da FEBRACT – Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas: O dependente químico não pode ser impedido de realizar seu tratamento. A interrupção do acolhimento pode colocar sua vida em risco. A dependência química é uma doença crônica, grave e deve ser tratada de acordo com as necessidades clínicas de cada pessoa. Diante de eventual suspeita ou confirmação da infecção pelo coronavírus, o acolhido será encaminhado para atendimento em Unidade de Saúde, nos termos do Protocolo de Manejo Clínico para o Novo Coronavírus, disponível no link: <https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2020/fevereiro/11/protocolo-manejo-coronavirus.pdf> e suas eventuais atualizações. As atividades e serviços realizados pelas Comunidades Terapêuticas são considerados essenciais, nos termos dos incisos I e II do art. 3° do Decreto n° 10.282, de 20 de março de 2020.

A Comunidade Nova Jerusalém dispõe de espaço e alojamentos suficientes para isolamento, bem como para receber as visitas. Optamos por não realizar as reuniões semanais com os familiares, porém mantemos a visita mensal com horas reduzidas, número reduzido de pessoas, em ambiente aberto e monitorado por nossos profissionais. As visitas estão acontecendo com hora marcada para cada família em horários distintos. Optamos por continuar acolhendo nas seguintes condições: · Triagem e acolhimento de segunda a quarta-feira, uma vez que o médico vem atendê-los apenas às quartas-feiras à tarde. A partir da chegada ao escritório, é exigido o uso de máscara e desinfecção com álcool em gel. E no momento da triagem, é perguntado e verificado se há algum sintoma que possa ser levado em consideração, bem como, se necessário, solicitado exame para COVID-19 anterior à vinda para o acolhimento. · Todos os recém-chegados permanecem na Casa de Apoio até passarem pela avaliação do médico e somente depois serão encaminhados para a Unidade de Acolhimento.

· A instituição fornece máscara a todos os acolhidos no ato do acolhimento, uma vez que é obrigatório permanecer as duas primeiras semanas de máscara na Unidade de Acolhimento, assim como na Casa de Apoio, na zona urbana. · Na Unidade de Acolhimento, serão destinados dois quartos exclusivamente para os acolhidos recém-chegados, onde permanecerão os primeiros 15 dias, bem como mesa no refeitório, banheiros e sanitários separados para os mesmos. · As atividades grupais são realizadas com pequenos grupos para manter o distanciamento. Há obrigatoriedade do uso de máscaras. · Os atendimentos individuais serão realizados nas salas de atendimento, conforme a necessidade, com porta fechada (sigilo), porém será cobrado do profissional e do acolhido a lavagem das mãos com agua e sabão e uso de máscara durante todo o período do atendimento. · Somente irão à cidade aqueles casos de extrema necessidade, como: - Receber e pagar pensão alimentícia e ou aqueles que necessitam enviar dinheiro para a manutenção da família; - Pessoas que fazem tratamento e não foram desmarcadas suas consultas e ou exames; - Pessoas que adoecem e necessitam de atendimento médico e ou odontológico de emergência; · Principalmente quando há suspeita de COVID-19, o acolhido é encaminhado imediatamente à Rede de Saúde. OBS. no ato da triagem, é informado para o dependente e sua família que, em caso de suspeita da infecção, o acolhido permanecerá em isolamento total em um quarto com banheiro até o descarte da doença ou até o restabelecimento do quadro, bem como receberá sua alimentação no próprio quarto. · Outros casos serão avaliados sobre a real necessidade de saída das dependências da instituição. · As saídas de ressocialização serão mantidas a partir do momento em que o dependente químico esteja com plena consciência das medidas necessárias à prevenção. No retorno, serão obedecidas as mesmas normas de acolhimento inicial. · A finalização do processo de recuperação, as desistências e altas administrativas serão mantidas conforme o Regimento Interno e Cronograma da Instituição. · Ficarão proibidas na Instituição enquanto perdurar a pandemia: - Campeonatos de futebol na Unidade de acolhimento, bem como os fora da unidade;

- Serão suspensas as atividades realizadas por voluntários, com as mais diversas propostas;

- Haverá afastamento dos profissionais da equipe de trabalho que são do quadro de risco;

- Acolhidos que estão no quadro de risco estão orientados quanto à necessidade de cuidados e avaliadas as condições de permanência ou não na Instituição.

· Casos específicos serão discutidos e avaliados pela Equipe Técnica, bem como as orientações feitas pelo médico e enfermagem.

Ricardo Andrade e Oliveira

Presidente


Dilvania A. Santos Vilas Boas

Responsável Técnica

Contato

Praça Dom Eduardo, 56 - Bairro Mercês - Uberaba - MG

(34) 3312-9565

Redes Sociais

Facebook

Instagram

Twitter​

Youtube

Inscreva-se

INFORMAÇÕES

Praça Dom Eduardo, nº 56 - Mercês
Uberaba-MG - CEP: 38060-280
Tel: (34) 3312-9565

  • Secretaria / Chancelaria Ramal 1

  • Financeiro Ramal 2

  • Patrimônio Ramal 3

  • Tribunal Eclesiástico Ramal 4

  • Secretaria de Pastoral Ramal 5

curia.arquidiocesedeuberaba@gmail.com

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA ARQUIDIOCESE DE UBERABA

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

  • Segunda a Sexta: 8h às 12h e 14h às 17h.

TVs Católicas

Produzido pela pascom arquidiocesana

© 2019 by Arquidiocese de Uberaba

Pública na Rede

Minas Gerais - Brasil

  • Facebook da Arquidiocese de Uberaba
  • Twitter da Arquidiocese de Uberaba
  • Instagram da Arquidiocese de Uberaba
  • Youtube da Arquidiocese de Uberaba