Projeto O Cirineu

Atualizado: Ago 9


O Projeto “O Cirineu”, promovido pela Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Uberaba, visa à complementação alimentar, através do fornecimento de cestas básicas.

A fome é um dos grandes problemas da humanidade. Enquanto resolver o problema mundial parece complexo, resolver em nossa comunidade pode ser mais fácil!

O projeto consiste na arrecadação de alimentos para 40 famílias e com eles a formação de uma cesta básica. Para que não haja falta de alimentos, no começo do projeto será entregue para as famílias um cartão com o nome de uma cor e quais alimentos aquela cor representa.

A CNBB nos diz que “garantir o alimento para todos, superando a miséria e a fome, exige de cada um de nós o engajamento pessoal. Supõe a experiência pessoal da solidariedade e compromisso com o processo de gestação de uma nova sociedade, que atenda aos direitos e às necessidades básicas da população”.

“Dai-lhes vós mesmos de comer” (Mc 6,37).




O público-alvo são famílias de nossa comunidade com baixa renda que vêm passando por momentos críticos nessa pandemia.

O objetivo geral é garantir o alimento para todos, matando um pouco da fome das famílias nesse período difícil que estamos vivendo. Especificamente, tem como objetivos: acolher, visitar, orientar, encaminhar as famílias, buscando melhoria da qualidade de vida, triagem socioeconômica das famílias beneficiadas, atendimento individual com orientações diversas, encaminhamentos nos aspectos sociais.

O projeto quer atingir a meta de conseguir alimentos suficientes para o atendimento de 40 famílias/mês.

As cestas serão entregues às famílias na terceira semana de cada mês.

A equipe de execução é constituída por voluntários, sob a direção de Padre Sergio Augusto Faria Vidal. Coordenação e divulgação: Adriana Artagnan, Marcelo Artagnan, Patricia Silva, Gislene Portes, José Carlos (Tesoureiro), Daniel (Coordenador dos Vicentinos) e todos os Vicentinos da Paróquia.

A execução conta ainda com a adesão de pessoas voluntárias, divididas para montagem das cestas.

O projeto quer atender 40 famílias por meio do trabalho de uma equipe de voluntários, na arrecadação dos alimentos e ou dinheiro para compra de alimentos para a completar a cesta.

Os voluntários irão trabalhar divulgando, empacotando e entregando as cestas.

A seleção das famílias a serem beneficiadas com o Projeto obedece aos seguintes critérios:





1ª Etapa: Organização de uma equipe de pessoas voluntárias para formar as equipes de arrecadação de alimentos.

2ª Etapa: Visita in loco para conhecimento da realidade e elaboração de um diagnóstico socioeconômico das famílias a serem beneficiadas pelo projeto.

3ª Etapa: Preenchimento de Ficha Social das famílias, público-alvo do projeto.

4ª Etapa: Inserção de pessoas da família visitada, no projeto.

5ª Etapa: Entrega de Cesta Básica mensal para cada família participante do projeto e atividades de geração de trabalho e renda.

6ª Etapa: Avaliação da atividade realizada pelos voluntários na arrecadação dos alimentos e dos objetivos alcançados pelo projeto junto ao público-alvo.

Espera-se que por meio do fornecimento mensal de cesta básica para as famílias em situação de baixa renda se consiga minimizar um pouco o tanto que lhes falta.


“A Solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana”. (Franz Kafka)

10 visualizações