Quaresma e pandemia

O mundo está passando por um momento histórico inédito, com marcas profundas nas instituições e na vida de todas as pessoas. Existe, suspenso na sociedade, um clima de preocupação, de medo e de esperança. De um lado, o perigo da contaminação. De outro, a expectativa da chegada de vacinas imunizadoras. O certo é que experimentamos profundas mudanças de relações na convivência.

No período quaresmal e de pandemia em 2021, temos a motivação emanada da Campanha da Fraternidade, com o tema “Fraternidade e diálogo: compromisso de amor”. O lema é um convite para unir forças neste momento difícil do coronavírus: “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade”. Convocados para o isolamento social, não podemos abandonar a fraternidade e a paz.


Já são mais de 210 mil falecidos pela covid-19 em todo o Brasil. Significa que há marcas profundas na vida das famílias enlutadas. E não conseguimos preencher o vazio da vida familiar trazido pela morte de seus entes queridos. A confiança deve ser depositada em Deus, mas também ajudada pelos diversos gestos de fraternidade daqueles com os quais a família convive.

O tempo da Quaresma apresenta marcas importantes na vida dos cristãos, porque é convocação para a prática da conversão, da mudança de atitudes na construção da paz. Esse tempo tem a colaboração da Campanha da Fraternidade, que alerta as pessoas para uma vida de unidade. Incentiva o diálogo como verdadeiro compromisso para uma vida de amor e solidariedade.


Em tempo de pandemia, tanto Quaresma quanto Campanha da Fraternidade, ambas colaboram para ajudar no enfrentamento deste problema que afeta toda a humanidade. São instrumentos que a Igreja utiliza para conscientizar as pessoas para a realização de ações concretas de corresponsabilidade diante do vírus contagioso. Um descuido nosso pode ser fatal para a vida dos mais próximos.

Ao dizer que “Cristo é a nossa paz”, a Igreja anuncia que, mesmo na diversidade de práticas entre as pessoas na comunidade, é possível construir unidade e combate em comum. Isso é urgente em relação ao enfrentamento da covid-19, dialogando, unindo forças e cooperação de todas as pessoas. Aglomerações irresponsáveis não deixam de ser suicidas e homicidas neste momento tão crucial da pandemia.


Dom Paulo Mendes Peixoto

Arcebispo de Uberaba

18 visualizações
Contato

Praça Dom Eduardo, 56 - Bairro Mercês - Uberaba - MG

(34) 3312-9565

Redes Sociais

Facebook

Instagram

Twitter​

Youtube

Inscreva-se

INFORMAÇÕES

Praça Dom Eduardo, nº 56 - Mercês
Uberaba-MG - CEP: 38060-280
Tel: (34) 3312-9565

  • Secretaria / Chancelaria Ramal 1

  • Financeiro Ramal 2

  • Patrimônio Ramal 3

  • Tribunal Eclesiástico Ramal 4

  • Secretaria de Pastoral Ramal 5

curia.arquidiocesedeuberaba@gmail.com

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA ARQUIDIOCESE DE UBERABA

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

  • Segunda a Sexta: 8h às 12h e 14h às 17h.

COMISSÃO ARQUIDIOCESANA PARA A PROTEÇÃO DE MENORES E DE PESSOAS VULNERÁVEIS - CAPMPV

TVs Católicas

Produzido pela pascom arquidiocesana

© 2019 by Arquidiocese de Uberaba

Pública na Rede

Minas Gerais - Brasil

  • Facebook da Arquidiocese de Uberaba
  • Instagram da Arquidiocese de Uberaba
  • Twitter da Arquidiocese de Uberaba
  • Youtube da Arquidiocese de Uberaba
  • Spotify ícone social