Um mês missionário diferente


Outubro é, por excelência, o mês das missões! Acostumados, nos seminários e nas paróquias, a vivenciar intensas atividades evangelizadoras neste período, tivemos este ano que nos adaptar a uma realidade diferente!

O isolamento social decorrente da pandemia fez com que precisássemos repensar em muitos pontos nossa atividade evangelizadora e as modalidades do agir missionário que temos diante de nós. Cuidou-se de um tempo propício para internalizarmos a máxima sobre a qual temos batido repetidas vezes: Nós não fazemos missão, nós somos a própria missão!

Fazer-se a própria missão de Deus entre os homens nos possibilitou, durante esse mês, vivenciar o pleno agir do Criador que se manifesta não só nos grandes movimentos, mas também nas brisas suaves, nos contatos próximos, nas relações cotidianas, nos telefonemas e nas videochamadas.


É certo que o mês missionário de 2020 guardará para sempre naqueles que souberam aproveitar a mudança do olhar de uma missão ativista para uma missão efetiva. Acostumados a olhar sempre para o patrono São Francisco Xavier, missionário no Oriente, neste mês tivemos que aprender a ser como Santa Terezinha, também padroeira das missões, mas sem sair de sua própria casa!

Sob a condução desses dois modelos, saibamos colher os frutos deste mês, a fim de que compreendamos, ainda com mais vigor, que nós – onde estivermos – somos a missão de Deus e podemos torná-la efetiva se nos abrirmos a isso.

Sem. Welder Castro P. Andrade

Coordenador do COMISE – Uberaba

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo