Vocações religiosas: testemunhas vivas do Evangelho

Em agosto, a Igreja celebra as vocações. Cada domingo do mês é dedicado à celebração de uma determinada vocação. No primeiro, celebram-se as vocações sacerdotais, o sacerdócio e os ministérios ordenados; no segundo, a vocação familiar, o matrimônio; no terceiro, as vocações religiosas, a vida consagrada e, por fim, no quarto, as vocações leigas.

O mês vocacional foi instituído em 1981 pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), em sua 19ª Assembleia Geral. O objetivo principal era conscientizar as comunidades de sua responsabilidade no processo vocacional. Assim, o mês de agosto convida os cristãos católicos à reflexão e à oração pelas vocações e seus ministros.

Entre as numerosas vocações que o Senhor desperta em sua Igreja está a vida religiosa, à qual daremos um destaque especial nesta matéria. A Arquidiocese de Uberaba possui muitas congregações religiosas; algumas se dedicam à oração, outras à educação, há ainda aquelas que se empenham no cuidado dos doentes ou dos mais pobres. As causas nobres demonstram a importância dessas instituições dentro da Igreja.

O que caracteriza o chamado para a vida religiosa é a consagração total a Deus por meio da imitação de Cristo, na profissão dos chamados conselhos evangélicos:  pobreza, castidade e obediência. Confirma que um homem ou uma mulher podem entregar totalmente sua vida a Deus vivendo como Jesus, pobre, casto e obediente.

As formas de vida religiosa são várias, cada uma adaptada aos diferentes chamados de Deus: vida consagrada ao serviço dos mais pobres ou doentes, vida contemplativa nos mosteiros e na clausura, vida ativa a serviço do apostolado e tantas outras obras. Cada uma delas revela aos cristãos católicos aspectos da vida de Cristo de forma visível e concreta. Cada uma, com formas diferentes de promover a evangelização e anunciar a única Boa Nova, o próprio Jesus Cristo. A seguir, apresentaremos as congregações de vida religiosa de nossa Arquidiocese.

A vida religiosa na Arquidiocese de Uberaba

Na cidade de Araxá estão presentes quatro congregações religiosas femininas e uma, masculina. As femininas são: Congregação das Irmãs Dominicanas de Nossa Senhora do Rosário de Monteils, Congregação das Irmãs de Jesus na Eucaristia, Congregação das Irmãs Discípulas de Jesus Eucarístico e Congregação das Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição. A congregação masculina presente em Araxá é a dos Padres Salesianos de Dom Bosco.

A Congregação das Irmãs Discípulas de Jesus Eucarístico chegou em Araxá no ano de 1957 e seu carisma é a Adoração Eucarística e o serviço aos irmãos através da Creche Casa de Nazaré. As Irmãs também realizam trabalhos em asilos, escolas e internatos. A Congregação das Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição está há 80 anos em Araxá e seu carisma é viver no meio do povo, na constante união com Deus. Sua missão é trabalhar em escolas, lar de idosos e na assistência a crianças financeiramente carentes. São quatro irmãs trabalhando à frente do Lar Santa Terezinha, uma obra de assistência à criança e ao adolescente que atende atualmente 110 crianças de seis a 18 anos.

A Congregação dos Padres Salesianos de Dom Bosco chegou em Araxá em 1931. Seu carisma é a educação de adolescentes e jovens, especialmente dos mais necessitados. Os padres salesianos iniciaram a primeira paróquia da cidade, a Paróquia de São Domingos Gusmão, e o Colégio Dom Bosco, que recebe crianças a partir de dois anos e oferece até o terceiro ano do Ensino Médio. Atualmente, desenvolvem atividades na paróquia de São Domingos Gusmão, cuidam do Colégio Dom Bosco e tem o Oratório Nossa Senhora Auxiliadora. O Colégio oferece várias atividades e está aberto aos sábados e domingos. Hoje em Araxá são quatro padres salesianos e um irmão religioso, diretor do Oratório.

Na cidade de Conquista está presente a Congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora do Amparo. Chegaram na cidade em 1955 e seu carisma é ser Amparo e, por missão, acolher e educar, sobretudo as crianças e adolescentes necessitados. Atualmente, são cinco irmãs em Conquista e elas se concentram nas atividades paroquiais. Essa congregação também está presente na cidade de Sacramento, onde chegou no ano de 1994. Três Irmãs realizam um trabalho de gerenciamento de funções e de orientação pedagógica na Creche Rosa da Mata, que não pertence à congregação, mas recebe o trabalho das irmãs com a proposta educacional da Educação do Coração.

A cidade de Sacramento conta com a presença de outras duas congregações. A Congregação das Irmãs Mensageiras do Amor Divino, fundada em 1954, na cidade de Aparecida (SP), e seu carisma é irradiar o amor divino através dos retiros espirituais. As irmãs realizam catequese em todos os níveis, promoção humana e missões populares. A Congregação das Irmãs de São José de Cluny chegou em Sacramento em 1962 e atualmente são três irmãs. Seu carisma é promover a vida, principalmente onde estiver ameaçada. Trabalharam por muito tempo na Santa Casa de Misericórdia da cidade, mas deixaram a missão há seis anos. Atualmente, seu trabalho é feito com crianças de quatro meses a seis anos, na Casa Infantil São Vicente de Paulo.

Na cidade do Prata está presente a Congregação das Irmãs de São João Batista, uma congregação internacional, com aproximadamente 850 irmãs, pertencentes a povos e raças diversas. Inspiradas em seu fundador Santo Afonso Maria Fusco, as Irmãs Batistinas têm como missão a humanização das relações entre os homens e a colaboração na construção do Reino de Jesus Cristo, único mediador e salvador.

Em Frutal, está presente a Congregação das Irmãs Carmelitas Missionárias de Santa Teresa do Menino Jesus, que tem sua sede provincial em Uberaba. Em 1948, chegaram ao Brasil, na cidade de Paracatu, e em 1966 as irmãs se estabeleceram em Uberaba, dedicando-se às atividades sociais e educativas. Seu carisma é mostrar o rosto misericordioso de Deus a todos, em especial às crianças e jovens necessitados. Sua vida é pautada na oração e na fraternidade, alicerçada na Espiritualidade Carmelita. Na cidade de Uberaba, as irmãs são responsáveis pelo Educandário Menino Jesus de Praga e em Frutal, pelo Educandário Padre Lourenço.

As congregações masculinas em Uberaba

Em Uberaba, estão presentes seis congregações masculinas. A Congregação dos Frades Franciscanos da Ordem dos Frades Menores, primeira Ordem fundada por São Francisco de Assis, que tem como missão viver e pregar o Evangelho, com base nos ensinamentos do santo fundador. A Ordem dos Frades Pregadores (Frades Dominicanos), fundada por São Domingos de Gusmão, tem como carisma a pregação da Palavra de Deus a todos os homens e em todos os lugares, uma pregação compassiva, misericordiosa, fundada no diálogo e na busca da verdade. Os Dominicanos estão presentes em Uberaba (1ª fundação no Brasil) desde 1881. Atualmente, no convento de São Domingos são cinco sacerdotes. Os frades exercem diversos trabalhos apostólicos em colaboração com a Igreja Particular de Uberaba, tais como: Capelanias, Tribunal Eclesiástico, participação nos Conselhos de Presbíteros e Econômico da Arquidiocese, formação de leigos, aulas na ESTELAU (Escola de Teologia para Leigos da Arquidiocese de Uberaba) e o cuidado pastoral da paróquia de São Domingos, que desde 1941 funciona nas dependências da igreja conventual dos frades.

A Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo, mais conhecida como a dos Missionários Estigmatinos, tem sua espiritualidade centrada no abandono em Deus, na meditação sobre a morte e ressurreição de Cristo, rezando a vida a partir dos estigmas, a devoção ao Santos Esposos Maria e São José, vivendo como “monges em casa e apóstolos fora”, como recomendou seu fundador, São Gaspar Bertoni. Os Estigmatinos estão presentes em Uberaba desde 1935, com a chegada do padre Albino Sella e seus companheiros e cuidam do Santuário de Nossa Senhora da Abadia, padroeira de Uberaba.

A Congregação dos Padres Somascos chegou em Uberaba em 1963 e logo iniciou um trabalho importante junto aos meninos internos do Abrigo de Menores, que se encontrava em péssimas condições. Os padres somascos também assumiram o compromisso pastoral com a Capela de Nossa Senhora das Graças. Atualmente, a comunidade é formada por três religiosos. Os fundamentos dessa congregação estão pautados na vida do fundador, São Jerônimo Emiliani: oração, trabalho e caridade.

A Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus é outra congregação masculina presente em Uberaba. O carisma da Fraternidade é: “Abraçar a Lepra do Século”. Abraçando a Lepra do Século, hoje são administradas mais de 80 obras de Saúde, Assistencial e Educacional em todo o Brasil e no Haiti (Porto Príncipe). Em Uberaba, a Congregação é gestora do Hospital e Maternidade São Domingos na Providência de Deus desde 2014 e vem desempenhando um papel de reestruturação física e de equipamentos para melhor atender os clientes. Juntamente com o diretor geral do hospital, Frei Mariano, os Noviços Apostólicos são enviados a cada seis meses para uma experiência no hospital, na humanização e Pastoral da Saúde.

Por fim, os Irmãos Maristas. Chegaram em Uberaba em 1902 e em 1903 fundaram o Colégio Marista Diocesano. Discípulos de São Marcelino Champagnat, os Irmãos Maristas seguem a vida consagrada, com Jesus, tendo a espiritualidade apostólica e mariana. Vivem em comunidades e se dedicam, em especial, às crianças, adolescentes e jovens. Seu carisma é tornar Jesus conhecido e amado através da educação. Os irmãos realizam atividades educacionais e têm a chamada Escola Social, onde oferecem bolsas a alunos carentes financeiramente. Sua missão na Igreja é a Educação. Hoje são oito irmãos em Uberaba.

As congregações femininas em Uberaba

Em Uberaba temos congregações femininas de vida apostólica e de clausura. Além da Congregação das Irmãs Carmelitas Missionárias de Santa Teresa do Menino Jesus, citada anteriormente, estão presentes em Uberaba outras sete congregações de vida apostólica.

A Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade está em Uberaba desde 1941 e é uma congregação mineira, fundada no alto da Serra da Piedade. Sua missão é servir nas escolas, obras sociais, ajudar nos hospitais e também auxiliar os padres nas paróquias.

A Congregação das Irmãs de São Pedro Canísio chegou inicialmente na cidade de Santa Juliana e, no ano de 1982, veio para Uberaba. O bispo da época pediu para as irmãs assumirem a Livraria Católica, até então dirigida pelas Irmãs Holandesas. Atualmente, são quatro irmãs em Uberaba e atuam na Livraria Católica São Pedro Canísio e em um trabalho Pastoral na Catedral Metropolitana, com jovens e grupos de reflexão. Seu carisma é: “Anunciar a Boa Nova no espírito de simplicidade, alegria e disponibilidade da Família de Nazaré”.

A Congregação das Irmãs dos Sagrados Corações de Jesus e Maria está em Uberaba desde 1992. Seu carisma segue a regra do fundador, Francesco Saverio Petagna: “Que as Irmãs dos Sagrados Corações de Jesus e Maria deveriam ir onde o inflamado Coração de Jesus as enviar”. De modo particular, elas se dedicam à educação. Em Uberaba, são cinco irmãs e têm uma escola de Educação Infantil.

A Congregação das Irmãs Ursulinas de São Jerônimo de Somasca chegou a Uberaba como comunidade em 2004, tendo passado por um ano de experiência em 2003. Seu carisma é ser sempre e em qualquer lugar apóstolas educadoras. Seu lema é: “Ser de Cristo para levar a Cristo”. Hoje em Uberaba são três irmãs que trabalham à frente da Escola Infantil Madre Judite Cittadini, desenvolvendo um trabalho educativo com 70 crianças de três a cinco anos, em tempo integral. Também realizam o projeto “Ventos de esperança” com crianças e adolescentes de seis a quinze anos. São 36 meninas atendidas no período antes da escola e outro grupo após a escola. O trabalho visa ao fortalecimento de vínculos e vivência de valores por meio de oficinas.

Além das citadas, Uberaba conta com a presença da Congregação das Irmãs Servas do Senhor, da Congregação das Irmãs Dominicanas de Nossa Senhora do Rosário de Monteils, também presente em Araxá, e a Congregação das Irmãs Jesus Maria José.

Clausura: a entrega que o ser humano é capaz de fazer ao Senhor

A clausura é uma maneira particular de se unir ao fecundo silêncio do Senhor por meio de uma renúncia radical, não apenas daquilo que é material, mas também dos contatos e espaços. Nas palavras das Irmãs Beneditinas de Uberaba, nos mosteiros “aprendemos a procurar verdadeiramente e intensamente a Deus com todas nossas forças, a nada antepor ao amor de Cristo, na pureza e na simplicidade próprias da vida monástica. O claustro não nos isola do mundo, mas nos aproxima dele, pois quando morremos para o mundo e para nós mesmos, o mundo vive e se renova”.

Em Uberaba, são três congregações de clausura. No Mosteiro de Nossa Senhora da Glória, está a Congregação Beneditina do Brasil, que chegou em Uberaba no ano de 1948. As 21 Irmãs Beneditinas de Uberaba têm sua vida consagrada totalmente à oração litúrgica e pessoal. Vivem a oração e o trabalho (ora et labora). Fazem pães, cerâmica, paramentos, trabalhos de caligrafia entre outros ofícios.

O Carmelo do Coração Eucarístico de Jesus (Ordem das Carmelitas Descalças) foi fundado em 1948 em Uberaba. Seu carisma é a oração, de maneira especial a oração pelos sacerdotes e pela salvação das almas. São 22 irmãs de vida contemplativa. Não há atividades externas; suas atividades estão concentradas dentro do Carmelo.

Por fim, a Ordem da Imaculada Conceição das Monjas Concepcionistas Franciscanas. Mosteiro fundado em 1949 em Uberaba, sua Igreja Conventual é o Santuário da Medalha Milagrosa e mantêm os salões para romeiros, reuniões de catequese entre outras atividades. As Monjas Concepcionistas são fiéis a sua vocação de vida religiosa contemplativa e ao carisma de Santa Beatriz, com pureza de coração e oração devota. O carisma da Ordem da Imaculada Conceição é a imitação, a honra e o louvor da Conceição Imaculada de Maria, conforme a inspiração primeira da Santa Madre Fundadora Beatriz da Silva: em contemplação e adoração, em silêncio e solidão, e em clausura. Hoje vivem seis irmãs concepcionistas em Uberaba.

Resilientes, os religiosos estão a serviço do Povo de Deus por meio da oração, das missões, da educação e de tantas outras obras de caridade. Que a celebração do mês vocacional desperte mais vocações e traga as bênçãos do Pai a todos para vivermos nossa vocação na confiança de que todas são relevantes e essenciais. Cada uma em sua especificidade.

Jordana Moreira Assessoria de Imprensa e Comunicação

4 visualizações
Contato

Praça Dom Eduardo, 56 - Bairro Mercês - Uberaba - MG

(34) 3312-9565

Redes Sociais

Facebook

Instagram

Twitter​

Youtube

Inscreva-se

INFORMAÇÕES

Praça Dom Eduardo, nº 56 - Mercês
Uberaba-MG - CEP: 38060-280
Tel: (34) 3312-9565

  • Secretaria / Chancelaria Ramal 1

  • Financeiro Ramal 2

  • Patrimônio Ramal 3

  • Tribunal Eclesiástico Ramal 4

  • Secretaria de Pastoral Ramal 5

curia.arquidiocesedeuberaba@gmail.com

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA ARQUIDIOCESE DE UBERABA

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

  • Segunda a Sexta: 8h às 12h e 14h às 17h.

TVs Católicas

Produzido pela pascom arquidiocesana

© 2019 by Arquidiocese de Uberaba

Pública na Rede

Minas Gerais - Brasil

  • Facebook da Arquidiocese de Uberaba
  • Twitter da Arquidiocese de Uberaba
  • Instagram da Arquidiocese de Uberaba
  • Youtube da Arquidiocese de Uberaba